Mensagem do Presidente Juarez na posse do Presidente Paulo Dantas e Conselheiros da Cofecon

Mensagem da FENECON

Ao cumprimentar o Prezado Presidente do Conselho Federal de Economia Paulo Dantas da Costa, cumprimentamos também aos demais Conselheiros Federais e saudamos aos recém-eleitos presidentes dos Conselhos Regionais de Economia de todo o país, desejando a todos um próspero mandato, cujos resultados irão valorizar ainda mais a nossa categoria.

Como sabemos a nossa categoria é pequena em relação aos demais profissionais liberais universitários, mas ainda assim fazemos a diferença, pois nossa formação intelectual nos dá capacidade de analisar, planejar e construir cenários alternativos para a economia do País e de suas regiões, ao mesmo tempo em que nossas entidades continuam empenhadas, cada vez mais, na promoção do trabalho do Economista, com a visão de estratégia e desenvolvimento que possuímos.

Destacamos neste momento a parceria que há anos existe entre as nossas instituições de classe, que resultou em várias conquistas para a nossa categoria, entre as quais a exigência pelo BNB da apresentação da ART junto com os projetos de financiamentos destinados a esta instituição, com a participação obrigatória dos Economistas. Algo semelhante está sendo tentado junto ao Banco do Brasil, Banco da Amazônia, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul e outras instituições de financiamento e incentivo fiscal.

Ainda dentro dessa parceria institucional, a FENECON, após escutar os SINDECONS afiliados, propôs ao COFECON a atualização da Tabela de Honorários Profissionais do Economista e a revisão da Resolução que instituiu a ART, em vigor desde 2012.

No SINCE de 2012, por proposta da FENECON, a plenária final aprovou, por unanimidade, a realização de uma nova pesquisa sobre o mercado de trabalho do Economista, destinada a produzir um perfil atualizado e detalhado das condições de emprego, trabalho, remuneração, qualificação e habilitação do profissional, em nível nacional, regional e estadual.

Daí a importância dessa pesquisa para orientar as ações tanto do sistema COFECON/CORECONS como do sistema sindical dos Economistas, composto dos SINDECONS e da FENECON.

Por isso, a Federação reitera seu pleno apoio à realização desse trabalho, mobilizando também seus sindicatos associados.

Destacamos também que o COFECON tem a competência para estabelecer as diretrizes e os princípios éticos que norteiam o trabalho dos economistas, regulamentando o exercício da profissão, cabendo a fiscalização aos CORECONS.

Registramos nossos agradecimentos aos presidentes dos Conselhos Regionais que liberaram o cadastro de economistas ativos para federação e sindicatos com único objetivo de emissão das guias de contribuição sindical.

À FENECON e aos SINDECONS compete o poder de representação da categoria, na defesa de seus direitos trabalhistas, como assalariados ou como profissionais liberais autônomos.

Portanto, a ação conjunta dos dois sistemas se completa perfeitamente, em resposta às demandas dos Economistas, que criaram e sustentam as nossas entidades de classe, das quais muito esperam em seu favor.

Brasília (DF), 30 de janeiro de 2014.

Juarez Trevisan
Presidente

corecon-logo

logo-fenecon

la-banner

logo-unimed

banner-extra

sos2

sos2

 

Member Access